Nosso jeito de gerar renda e lidar com dinheiro

H á algum tempo nós, Yanomami e Ye’kwana, entramos em contato com os não indígenas e começamos a utilizar as suas coisas: terçado, panela, bacia, machado, roupa, sandália, motor de popa, combustível e tantos outros. Essas coisas ajudam no nosso dia a dia; nos dão conforto para caminhar na floresta; agilizam nosso deslocamento pelos rios; tornam a abertura das nossas roças mais fácil; e nos auxiliam a preparar nossos alimentos. Mas nós não fabricamos esses objetos e precisamos comprá-los nas cidades com o dinheiro dos não indígenas.

As principais fontes de dinheiro que nós temos são os salários dos professores e dos agentes de saúde indígenas; as aposentadorias dos mais velhos; e os benefícios de programas sociais do governo, como o Bolsa Família das mulheres. Isso é bom porque essas pessoas podem comprar as coisas que precisam para suas famílias e comunidades, mas nós também tomamos cuidados com o dinheiro, para não gerar desigualdades.

Outra fonte de renda para as nossas comunidades está nos nossos projetos de geração de renda que desenvolvemos a partir de nossos próprios conhecimentos, usando o que a floresta nos oferece com responsabilidade. Como são projetos feitos por nossas comunidades e associações, com o apoio de parceiros, temos mais autonomia na gestão dos recursos e, através deles, consegui
mos garantir a participação de toda a comunidade, homens e mulheres, sem estragar a floresta. Isso é muito bom porque assim valorizamos nossa cultura e mostramos aos não indígenas que podemos movimentar a economia das regiões em que vivemos.

Nas propostas do nosso pgta, apontamos os bons caminhos para lidar com o dinheiro, mas também levantamos propostas para um melhor uso da renda que geramos em nossas comunidades. Lidar com o dinheiro não é uma tarefa fácil: é uma invenção dos não indígenas com que nós ainda estamos aprendendo a mexer. Queremos que o dinheiro e as coisas dos brancos nos ajudem a trazer melhorias para nossas comunidades, sem prejuízos para nossa cultura e para nossa saúde

PARA FORTALECER A GESTÃO E GERAÇÃO DE RENDA

As propostas mais importantes são:

• Valorizar os nossos produtos da floresta através de redes de comércio justo e de economia solidária;

• Estudar o potencial de novos produtos da floresta;

• Conhecer outras experiências de geração de renda de povos indígenas.

%d blogueiros gostam disto: