Nosso Jeito de Cuidar da Floresta

N a terra-floresta, os recursos naturais estão presentes em todas as nossas atividades do dia a dia. Nós nos alimentamos da caça, dos peixes e frutas. Construímos nossas casas com madeira, palhas, e cipós – que também usamos para trançar nossos cestos. Nossos enfeites corporais são feitos de penas de aves, urucum e jenipapo; nós nos banhamos e tomamos água nos igarapés; e cuidamos de nossa saúde com remédios da floresta. Até as brincadeiras das crianças são com passarinhos e insetos.

Nós, Yanomami e Ye’kwana, aprendemos a ler a floresta e a conviver com ela. Um exemplo disso é o nosso conhecimento do comportamento dos animais: quando vemos o rastro do porcão, sabemos o caminho deles e com isso planejamos a nossa caçada. Quando um local está ficando sem cipó, planejamos tirar cipós maduros em outras áreas e deixamos as áreas anteriores descansarem, para voltarem a produzir. Este é o manejo que fazemos dos recursos.

A nossa principal estratégia de manejo é a mobilidade: a mudança das nossas comunidades para lugares onde os recursos são fartos. Mas existem comunidades na tiy que já vivem há muitos anos no mesmo lugar: é o que acontece com os Sanöma e os Ye’kwana em Awaris, e os Yanomami em algumas comunidades de Sururucus. O que causa isso é a centralização do atendimento à saúde, fazendo com que as comunidades fiquem sempre próximas dos postos de saúde e das pistas de pouso. Nessas regiões, onde estão as serras de nossa terra, também existem poucos recursos naturais. Por isso, como as famílias continuaram crescendo com o passar dos anos, começou a ficar difícil encontrar caça perto das comunidades e a terra para fazer roça começou a ficar fraca.

Nós, Yanomami e Ye’kwana, sabemos que nestas comunidades de baixa mobilidade o manejo dos recursos precisa ser feito de outras formas, por exemplo, com o incentivo ao plantio de frutíferas perto das comunidades e a criação de regras e acordos de pesca e caça. Mas também precisamos continuar incentivando a mobilidade, tentando garantir as condições adequadas para a mudança das comunidades.

PARA FORTALECER O MANEJO DOS RECURSOS NATURAIS

Nossas prioridades para fortalecer nossas próprias estratégias de manejo são:

  • Mudar as comunidades de lugar quando os recursos dos quais dependemos para viver bem começarem a diminuir;
  • Reivindicar que o governo adeque a infraestrutura de suporte na tiy respeitando nossa mobilidade;
  • Estabelecer acordos comunitários para realizar o manejo dos recursos da floresta de forma sustentável;
  • Proteger as sementes cultivadas, valorizando práticas, técnicas, conhecimentos e histórias de origem relacionadas aos cultivos e aos alimentos tradicionais
%d blogueiros gostam disto: